recall_bmw
BMW anuncia recall de modelos a diesel; veículos têm provocado incêndios em motores
08/08/2018

A BMW anuncia recall e pede desculpas por uma série de incêndios em motores na Coreia do Sul, estimados pelo Ministério de Transportes do país em 27 casos, entre janeiro e julho, o que provocou uma investigação do governo e uma grande reação dos consumidores.

bmw

Imagem: Divulgação

A montadora informou que lançará um recall de 106 mil veículos movidos a diesel, incluindo o 520d, a partir de 20 de agosto, citando defeitos no sistema de recirculação dos gases de escapamento como a causa dos incêndios.

“Para a recente série de incêndios ocorridos no país, pedimos sinceras desculpas por causar preocupação e ansiedade entre as pessoas e autoridades do governo”, disse o presidente da BMW da Coreia do Sul, Kim Hyo-joon, em uma entrevista coletiva na segunda-feira, 6.

A BMW, a segunda montadora estrangeira mais popular na Coréia do Sul, disse que soube dos problemas em 2016, mas identificou a causa raiz do problema em junho deste ano.

A montadora anunciou uma “campanha técnica” na Europa, seguida de recalls na Coréia do Sul, citando taxas de falha semelhantes do sistema em ambas as regiões.

Por aqui, no Brasil, já houve discussões entre o Ministério da Justiça e representantes de montadoras sobre as políticas de recall no país. A Câmara defendeu, na época, punição por frequentes recalls às montadoras. Clique aqui para saber mais.

 

Investigação do governo

O Ministério dos Transportes da Coréia do Sul disse que pediu aos executivos da BMW que cooperem na investigação. O governo lançou a investigação sobre os modelos afetados em 16 de julho.

Na semana passada, o ministro dos Transportes, Kim Hyun-mee, disse que o país investigaria o caso de maneira “completa e transparente” e tomaria medidas legais se necessário.

Um total de 13 proprietários sul-coreanos de veículos BMW entraram com uma ação coletiva contra a montadora alemã na sexta-feira, alegando indenização no valor de 5 milhões de won (US$ 4.447,13) cada, dizendo que não poderiam dirigir seus carros com medo de que a peça defeituosa pudesse pegar fogo, relatou a agência de notícias Yonhap.

 

Adaptado de Auto Esporte

Posts Relacionados

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
Documento sem título