manifestacoes_contra_o_preco_do_diesel
Caminhoneiros não aderem à greve geral
28/04/2017

Nessa sexta-feira, 28, as centrais sindicais de diversos setores convocaram uma Greve Geral contra o pacote de medidas lançadas pelo Governo de Michel Temer, principalmente contra a Reforma Trabalhista e da Previdência. Pelo país, diferentes categorias mostraram seu apoio ao movimento, que paralisou serviços em toda parte. Entretanto, os caminhoneiros não aderiram aos protestos e muitos deles, de frota ou não, trabalham normalmente durante a sexta-feira.

O Pé na Estrada entrou em contato com diversos órgãos que representam o setor de transportes e muitos deles também não apoiaram a greve – incluindo a SETCESP e o Comando Nacional do Transporte, que apoiou a greve dos caminhoneiros em 2015.

Em contrapartida, a Fetetroci-MS (Federação dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários de Cargas, de Coletivos Intermunicipais e Interestaduais do Estado de Mato Grosso do Sul) apoiou as paralisações, se posicionando contra a reforma trabalhista.

A NTC&Logística também falou sobre sua posição em relação à greve, enfatizando que “respeita o direito de todos à manifestação dentro de um cenário democrático”, mas que enxerga com preocupação a possibilidade de impedimento de circulação livre das pessoas durante os protestos, “uma vez que os veículos não conseguirão chegar nos destinos com suas respectivas cargas”.

E você, o que pensa sobre as paralisações de hoje?

 

Por Pietra Alcântara – com informações do Campo Grande News

Posts Relacionados

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
Documento sem título