cancer_de_mama_destaque
Câncer de mama em homens – um perigo ignorado
10/10/2018

O Outubro Rosa já começou e este é o momento em que profissionais da saúde voltam sua atenção à prevenção e combate precoce do câncer de mama. Essa campanha é voltada às mulheres, uma vez que o diagnóstico nelas é muito mais frequente. Mas você sabia que o câncer de mama também pode surgir em homens?

Esse tipo de câncer é o mais comum entre as mulheres no mundo e o segundo no Brasil, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano no País. Em 2015, 15.403 mulheres morreram por conta do câncer de mama no Brasil.

cancer_de_mama_destaque

Imagem: iStock

Veja também: Santos recebe caminhão para realização de mamografias gratuitas

 

Câncer de mama

Muita gente acredita que câncer de mama aparece apenas em mulheres, mas isso é um mito. O câncer de mama também pode se desenvolver em homens. Falando sobre todos os tipos de câncer que ocorrem na população masculina, o câncer de mama representa 0,2% do total, com incidência média global de um caso para cada 100 mil homens por ano.

O Doutor Carlos Alberto Reis Freire, oncologista clínico do centro hospitalar San Paolo, explica que apesar das diferenças biológicas entre homens e mulheres, ambos possuem glândulas mamárias vestigiais e por isso os dois sexos podem desenvolver câncer nas mamas.

“Na puberdade, devido ao grande aumento dos hormônios femininos, nas mulheres, as mamas crescem visivelmente. Nos meninos permanecem muito pequenas, só aumentando um pouco em raras ocasiões, surgindo a chamada ‘ginecomastia’. Portanto, os homens também têm glândulas mamárias que, raramente, podem também sofrer um processo de cancerização”, explica.

 

Diagnóstico

O Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca) orienta que as mulheres façam a observação e a autopalpação das mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal, sem necessidade de uma técnica específica de autoexame ou de determinado período do mês. O diagnóstico precoce aumenta as chances do paciente de vencer o câncer.

Mas e no caso dos homens? “O fato da mama masculina ser vestigial faz com que qualquer aumento da mesma seja logo notado”, afirma Freire. Ele recomenda nesses casos uma avaliação médica assim que o aumento for constatado. Os métodos para diagnóstico são semelhantes entre homens e mulheres, mas a biópsia é considerada pelo profissional como o exame de excelência.

 

Idade e fatores de risco

O oncologista explica ainda que idade média de aparecimento de câncer de mama em homens corre em paralelo com as mulheres, estando em torno dos 65 anos. Devido à incidência de câncer de mama nas mulheres, o Inca recomenda que mulheres entre 50 e 69 anos façam mamografia a cada dois anos.

“Há, porém, uma variabilidade maior dependendo de outros fatores de risco: história familiar de câncer de mama ou presença de mutações genéticas (mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 aumentam a incidência de câncer em homens até de 6 para cada 100), situações que provoquem aumento de níveis sanguíneos de estrógenos (por exemplo, a cirrose), hábitos de vida tais como sedentarismo, alcoolismo e uso de drogas para tratamento de câncer de próstata (mais comumente relacionadas a ginecomastia), no caso dos homens”, conta.

Freire acrescenta que recentemente tem sido fator de preocupação da comunidade médica o uso de drogas por travestis com a finalidade de aumentar as glândulas mamárias, que podem causar o câncer.

 

Este é o momento para refletir sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, já que esse é o tipo de câncer mais comum em mulheres no mundo. Ainda assim, se você é homem, saiba que o câncer de mama também pode atingir você. Por isso, todo cuidado é pouco.

 

Por Pietra Alcântara com informações da Agência Brasil

Posts Relacionados

RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
RECEBA NOSSOS INFORMATIVOS
Documento sem título